quarta-feira, 31 de outubro de 2012

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Agnóstica em peregrinação

       O título é mais que apropriado, eu ainda queria intitular o post de " E agora algo completamente diferente" mas não seria tão esclarecedor... apesar de igualmente apropriado.

          Eu rumei a Fátima, sim Fátima, essa Fátima... leram bem. Fátima dos pastorinhos! Sempre quis ir, não por fé mas para ver se era capaz de lá chegar, e cheguei passado um dia e meio, com as devidas interrupções para dormir e comer.

             Admito que não me portei especialmente bem, apesar de levar emplastros para eventuais dores musculares, a minha menstruação parou (apesar de ter começado no mesmo dia que começou a caminhada) e não fui capaz de manter nenhuma refeição no estômago, ou seja vomitei literalmente tudo o que ingeri. Fora isso não me queixo de nenhuma dor muscular, bolha nos pés, ou qualquer outra mazela. Fiquei com uma unha roxa mas ela não dói...

               Ao contrário do que se possa pensar, mesmo indo a pé, a caminhada fica dispendiosa, apesar da divisão da despesa da gasolina do carro de apoio, dormida, e refeições (já incluindo o que se compra no supermercado perto de casa), a maior fatia de despesa vai para a farmácia... Como amadora que sou, e uma amadora piegas, comprei tudo o que o farmacêutico me recomendou... emplastros, adesivos para bolhas nos pé, creme para os pés, creme para as pernas, comprimidos para dores musculares... entre outros.


               Diverti-me apesar de tudo, é giro anda no meio do mato sem luz, durante quilómetros, cheia de lama na roupa. Não é que vá repetir o percurso, mas estou tentada a juntar-me a um grupo de Coimbra que faz um itinerário até São Tiago de Compostela, não por fé, eu só quero saber se consigo lá chegar a pé

             

sábado, 27 de outubro de 2012

Cantanhede, a cidade de bruxaria

       A "novela" jurídica Renato Seabra está a ficar cada vez mais decadente, parece um artista em final de carreira, meio desorientado à procura das luzes da ribalta... Agora aparece uma senhora, numa página de imprensa cor de rosa da edição semanal da Flash que diz: "Ele terá assistido a muita coisa em miúdo. Até a cenas de bruxaria". E isto porque os ditos cortes que Renato executou em Castro são semelhantes a práticas satânicas ou qualquer coisa do género, a não esquecer que é um puto que era homossexual, mas agora já não o é, que teve um surto psicótico mas agora se provou que não teve, que foi violado em pequeno por um primo, e bem vistas as coisas os primos nem têm mais que 12 anos... toda uma história credível.  

        Tudo isto abona a favor das pessoas que moram em Cantanhede, não bastava o Quim Roscas e o Estancionancio dizerem que havia um "sardão de Cantanhede" e que por cá se fazia o "remesso do drógado", agora Cantanhede é a Capital do submundo da bruxaria e afins... O mais interessante é que esta pessoa é uma dita "fonte próxima da família, em Cantanhede".

          

      

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Dia de comer... porcarias!


          Tenho um problema sério com o Lidl e com a comida dita de plástico, associo sempre a loja à dita comida, da próxima vez que me lembrar do Lidl tenho de me trancar em casa... o pior é mesmo a minha droga favorita: "Hidratos de Carbono", só de pensar neles me dá vontade de comer mais... Acho que assim vou recuperar peso fácilmente.

             E depois, como se não bastasse uma muito má associação da marca à conduta pouco recomendada a nível calórico, há sempre qualquer coisa hilariante que acontece: desta vez a colher partiu-se no gelado... Oh Meu Deus a minha vida está mesmo aborrecida, mais uma semana sem sentido nenhum... mais uma fatia de pizza e isso já passa lol!
                    


terça-feira, 23 de outubro de 2012

sábado, 20 de outubro de 2012

Sexo, um emprego com futuro

         Ora Passos Coelho já nos mandou emigrar, já disse que o desemprego é uma oportunidade e a par disso ainda nos chamou de piegas... Políticos tratam-nos como animais, ora cortes na saúde ora cortes na educação, mais valiam dizerem que estão a poupar nas reformas ("Morram cedo, já que não morrem longe") e a manter-nos estúpidos para que não saibamos contrapor a tão eximias políticas.

           Qualquer dia verbalizam o que tem estado subliminarmente implícito nos seus discursos " VÃO PARA O C******", mas já há quem tenha arregaçado as mangas e se tenha feito à vida... não creio que mangas seja um bom termo para o que estamos a falar... Hoje contei (e não contei todos, porque já me estava a demorar na contagem) 120 anúncios de sexo... portanto 120 trabalhadores activos que querem fazer descontos...

          Faço a ressalva de que não inclui a primeira página que se destinava ao mesmo teor de oferta laboral, dado que só ocupava metade da página. Já os anúncios de emprego resumem-se a isto:
 É caso para dizer que sexo é dinheiro garantido, como se fosse uma grande novidade! 

             Mas há questões que me intrigam...
  1. Como é que ASAE vais fiscalizar o serviço prestado?
  2. Vai haver livro de reclamações?
  3. Que tipo de CAE é que as putas vão ter?
  4. Quem é que vai solicitar os seus recibos verdes?

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Adopção Gay

       Adopção Gay é um rótulo que não me agrada, adoptar uma criança é um acto de amor, não uma campanha de orientação sexual dos tutores legais/ pais adoptivos (desconheço termo técnico a usar)... Mas alguém anda a falar de adopção interracial?

        Que importa o que acontece dentro de um quarto, dentro de quatro paredes, à porta fechada? Não é como a homossexualidade fosse contagiosa, e os filhos adoptivos de homossexuais fossem ficar com sequelas emocionais, físicas ou cognitivas... ou como se a sociedade os fosse perseguir (o que me custa a admitir de que seja bem capaz a julgar pela quantidade de gente estúpida que povoa o nosso planeta).

        Lembrei-me deste tema hoje porque vi na televisão um casal de idosos que reclama a guarda do seu neto, uma criança com Síndrome de Down, que o tribunal atribui-o a um casal de homossexuais do panorama dito V.I.P. nacional. O senhor, um homem da velha guarda dos preceitos sociais tradicionais diz sem grande margem para argumentação, que se opõe que o neto seja criado por homossexuais, nas palavras do mesmo, "um casal é um homem e uma mulher, não tenho nada contra homem com homem, mas na minha ideia não está certo"...

         Mas, e volto a insistir: a função dos pais não é amar um filho? O que importa se são gays ou não, só mostra a imaturidade da nossa sociedade no que toca a sexualidade, só falta dizer que o rótulo "sexo" é o que mais ordena na estrutura familiar.

          Conclusão, os senhores avós da criança reclamam a custódia do neto, após a decisão do juiz, que a meu ver, e não estando presa a este caso isoladamente me espanta em tão desprovido do preconceito, mas o que andaram a fazer até agora? São uma família estruturada? Pelos vistos não, a mãe da criança até permite que sejam entregue a um casal fora do ciclo familiar.



               

        

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O óbvio

      O assunto de hoje era previsível, sei que acabaria por falar disso aqui no blog mais tarde ou mais cedo. O Mário acabou comigo depois de 6 anos de namoro, e como é óbvio sinto-me na merda.

       Depois de um relacionamento de 6 anos é óbvio que o luto da minha relação com ele, se traduz num processo doloroso em termos emocionais que condiciona a minha percepção de mim mesma e da percepção em relacionar-me com outras pessoas.

        O Mário ajudou-me a resolver problemas (mal resolvidos) que tinha acumulado, como um terapeuta, amigo, companheiro e namorado. Ele disse coisas belíssimas, que um homem pode dizer a uma mulher, mas amor é eterno enquanto dura, e ele não me ama mais, não aprecia a minha companhia em contextos da vida dele, simplesmente não há mais espaço na vida dele para mim. Não é algo que o tempo poderá provar, a par da distância física que nos separa, a distância emocional é muito maior.

           Há pouco tempo superei a morte da minha avó, e quando morreu, uma das preocupações dela era se ia acabar a minha vida ao lado dele, ao que respondi que sim, e agora tenho este problema de consciência de ter falhado com o que lhe disse antes de morrer. E como é óbvio eu não posso voltar com a minha palavra atrás, ela morreu na ilusão de que eu tinha encontrado o amor da minha vida.

             Faz pensar que o que se viveu não passou de uma grande treta, já tive relações que acabaram e mesmo assim considerava que tinha sido boas relações mesmo tendo chegado ao fim, mas quando alguém te diz que não importa que não saibas as tuas raízes tu pertences a mim, (como mudei muitas vezes de cidades faz-me um pouco de confusão não ter esse sentimento de pertença, por isso para mim tinha sentido, e não considerava um cliché).

             Apesar de nunca me ter desligado o telefone, e me ter ouvido sempre, há algo de prepotente e superior na maneira como ele fala comigo, como é óbvio quando um namoro acaba, há sempre um que fica melhor que outro. E a superioridade dele é visível em fotos com gajas, com uma cara que até agora só se retratava comigo.

          Lidar com tudo isto é duro, além da parte emocional, é tudo o que tenho me recordar momentos da nossa relação, o Mário chegou mesmo a comprar-me o perfume que queria desde os meus 14 anos, as paredes do meu quarto foi ele quem pintou, ...

          Eu vou ficar para recordação, quando na verdade faço parte da vida dele, tem de se lembrar se pensa da maneira que pensa hoje em parte fui quem contribuiu para que tal acontecesse... e para ser recordação eu prefiro não ser nada, é como se tivéssemos morrido um para o outro, nunca mais nos vamos ver, como já referi não é que o tempo ajude a unir-nos, o tempo só nos vai fazer mais distantes, ainda mais distantes, e para isso eu preferia nunca o ter conhecido. Se isso faz de mim uma cabra insensível, acho que estamos bem um para o outro, já que para mim ele não passa de um cabrão egoísta que só pensa nele. 

            Depois de 6 anos ouvir qualquer coisa similar a "A magia acabou" é fazer de toda uma relação de fútil e oca.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Garrulice... só para variar

          A minha admiração pelas putas, elas querem trabalhar legalmente, fazer descontos para a segurança social e essas cenas que meio mundo anda a fugir... Elas já disseram que o Passos Coelho não era filho delas, pelo menos era o que constava num cartaz, que até serviu para fotografia de notícia de jornal (old school, o de papel), e mesmo assim querem trabalhar segundo o comando dele para bem do país!

               É muito bem pensado, calam-se os mais "moralistas" (que quando lhes chega aos bolsos se tornam pessoas mais ... "flexíveis"), e a economia agradece, penso que é um golpe de génio, e não o digo em tom depreciativo, é mesmo sentimento sincero sem pretensões de parecer supramoral. 

                A carga fiscal está pela hora... não da morte, mas da vida de um ministério, o ministério das penhoras do estado, qual repartição das finanças (?), pensem nos boys que têm apenas um cargo, dois ou três uns no privado outros no público. Partindo do pressuposto que ninguém fica a dever nada ao Estado, que haverão cortes salariais na função pública, o IMI e tudo o resto a aumentar, não é necessário grande cérebro para ver que a coisa há-de correr mal...

              Hoje estou possuída pelo demónio da gula, só me apetece comer, mesmo sabendo que depois me vou sentir mal como o c****** Só me apetece comer pizza, e todo o que tenha hidratos de carbono, pão, massa fusili com atum e natas, batatas assadas com azeite e muito alho,... ai estou a lembrar-me agora bacalhau no forno com batata a murro e alho e muito azeite...

               Bem sei qual é o meu problema hoje... mas prefiro não falar dele! Vou comprar pizza, uma ultra-congelada dá para o gosto... E quem traz uma pizza também traz uma coca-cola, um iogurte grego, mel... essas coisas boas...

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Tagarelice

      Estou sozinha em casa, não cheira à liberdade dos tempos de adolescente, em que nós desejávamos fazer festas, comer porcarias, ouvir música aos altos berros (na generalidade, pessoalmente nunca ouvi música desse modo), e dançar como primatas pela casa (sem as folhas pelo ar, ou com elas, é indiferente).

      Está a decorrer a Latada em Coimbra... Pessoal a preparar-se para entrar no desemprego em grande estilo. Ando a ouvir vezes demais o Gaspar a falar, e isso desmoraliza-me, como todos os portugueses. Só falamos de aumentos nos impostos, diminuição de poder de compra, desemprego, gasolina que aumenta, ...

          Devo ser mesmo diferente das outras pessoas, toda a gente se gaba de quanto se sente mais "leve" quando emagre, pois eu emagreci 7 quilos e sinto-me mais pesada e o que é pior... cansada, sinto-me mais cansada, mesmo sem fumar há 3 semanas.

             Está frio como os cornos!
   
             Substitui "Aventuras de Sherlock Holmes III" , um pequeno livro de contos que tenho na casa de banho, para as visitas mais demoradas à dita, por "A minha mulher" de Anton Tchekhov que me parece ser igualmente um livro de contos... E imaginem quanto é que me custou?


             Não sei se sou uma gaja Lowcost, ou os meus divertimentos o são...

           Queria tirar um curso de Espanhol e de Chinês, e fazer uma formação em costura, gostava de cozinhar num restaurante, e outra de decoração de bolos, gostava de passear cães, emigrar e fazer qualquer coisa, qualquer coisa para comer e continuar a sonhar...

         

domingo, 14 de outubro de 2012

Alprozolam+ Fluoxetina (ep.5)

Como eu me sinto quando tomo Fluoxetina pela manhã...

         
           Estou a sentir as náuseas matinais, não estou a sentir melhoras, e o meu preconceito em relação ao "problema mental" é obeso... A má disposição matinal acompanha-me até ao lanche, nem sei porque insisto em apelidá-la de "matinal", quando na verdade é diária. É uma constante sensação de estômago embrulhado, e vontade de vomitar.

            Fiz de tudo para adiar a minha ida ao psiquiatra, mas hoje estou arrependida. Hoje preciso de ir ao psiquiatra, preciso de dizer o que se passa na minha cabeça, e não me esforçar por sorrir, preciso de chorar, já não choro há muito...

             Antes era uma choramingas, chorava por tudo, até por ver o Toy Story 3, comecei por chorar inutilmente quando era pequena quando assistia aos desenhos animados "Mãe Panda" ou lá como se chamava. Chorar já me valeu 3 paralisias faciais, e não quero uma quarta, daí me conter... Sinto-me um Joker! 

sábado, 13 de outubro de 2012

Um dia de merda... literalmente


           Hoje, um dia solarengo em vez de chuvoso, sim que de solzinho e quentinho é para coninhas... 

        A minha mãe achou super animado andar na Primark à procura de sapatos de jeito, ora o da direita ser mais largo que o da esquerda, ora as cores não serem bem da mesma tonalidade, ora não estarem bem colados ou haver cola onde não devia... Quando a qualidade atingiu o ponto H&M, e se pensava que não poderia descer mais baixo... surge a Primark...

        Confesso-me um tanto ao quanto hipócrita, trouxe um chapéu de chuva e umas sabrinas! E espero que não seja como as calças de pijama que duraram dois meses, imaginem que vou na rua e abro o guarda chuva e que a parte de protecção voa e fico com a "bengala" na mão... não me refiro à possibilidade de ficar descalça na rua, porque já fiquei...

            Da parte da tarde estive a redecorar a casa de banho e a limpar a cozinha... Hilariante!!! Limpar a casa é uma perda de tempo, é que depois da trabalheira toda e continuei a ter de limpar a estúpida da cozinha por causa do jantar.

            Sim fiquei com tudo limpinho e apresentável, mas f***** estou morta!!!

            Estou um pouco reconfortada com a minha nova sanita, agora até a cagar tenho estilo! lol A minha sanita tem swag... Invejem-se a minha sanita é linda!

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Pimp my... tshirt

       Hoje estava eu aborrecida como arroz de pato... e resolvi fazer qualquer coisa que ainda não tivesse feito... Então pintei uma t-shirt cinzenta básica, com técnicas do domínio de qualquer criança de 5 anos... Sinto-me mesmo muito limitada, sim é a melhor das palavras para descrever o que me suscitou a maior parte do processo...

           Tinha uma ideia inicial do que queria fazer sem ter de comprar nada, mas acabei por me render às evidências e tive de ir à papelaria mais próxima comprar uma caneta para desenhar em tecido, que me foi aos bolsos em 2,75 € ...

Começando pelo desenho, é uma porcaria... não sei
desenhar, mas na altura fez sentido, quer dizer não fez sentido nenhum porque eu não o soube finalizar...

 Materiais utilizados... não foi bem assim, porque eu até optei por usar um pincel e não as esponjas!

 Tudo ficou mais difícil depois de ver que as linhas estreitas não eram pêra doce ao recortar, tentei cortar com o meu roller cutter e nem assim, especialmente com linhas sobrepostas...

 A parte mais chata... esperar! Esperar é foda!


É feio, mas fui eu quem fez!!!
E sim vou usar.. para andar por casa lol

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Gulosos em tempos de crise

Sobremesa Lowcost

O necessário:

Duas colheres de chá de compota à escolha:

 Quatro colheres de sopa de iogurte grego (Lidle, custa 2,50€, 500 ml)

 Rasca de duas bolas Maria:
Pronto a comer

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Um dia com o pai



     

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Alprozolam + Fluoxetina (ep.4)

           Amanhã eu vou ao psiquiatra... e nem sei o que lá vou fazer, porque nos últimos dias me ter sentido razoavelmente bem... no que se traduz em não chorar, ter "pensamentos maus" (pegar na cabeça de certas pessoas e esmagar), e cenas assim...

           Então que eu lá vou fazer? Por mim apanhava o autocarro e ia a Lisboa, a alternativa não me soa bem : ir ao psiquiatra falar de todos os dias maus que tive, não me parece terapêutico. Se estou "bem" recordar-me dos dias mais chatos pode despoletar emoções indesejáveis.

           É que o dia de hoje, até foi produtivo, eu socializei, fui pagar contas cá de casa, limpei a casa toda, até passei a ferro sem resmungar, só faltou limpar o meu quarto lol.... sempre o posso limpar amanhã em vez de ir ao médico... é assim que falo do psiquiatra às outras pessoas. A doença mental é quase um tabu, "se vai ao psiquiatra, é maluquinha"...

           O problema cada por ser mesmo esse, quando a pessoa está em baixo, por norma não coincide com dia de consulta, ora se eu não estou nem no Pólo Norte nem no Pólo Sul, estou mais próxima do Equador, vou lá falar das minhas viagens psicóticas??? Tenho medo de arriscar, até me parece mais seguro ficar em casa... Qualquer dia dou entrada de urgência na psiquiatria...

Mas eu hoje estou bem, juro!

                   

domingo, 7 de outubro de 2012

Domingo... simplesmente domingo

        Depois da estupidez aguda do meu pai ter furado o congelador do combinado cá de casa, restamos o take away para comermos refeições ditas de garfo e faca... as minhas favoritas!O meu pai estava inspirado para limpezas, tudo ele uma fada do lar ansioso por limpar o congelador, na sexta feira de manhã, e quando chego a casa à hora do almoço, tinha o combinado a fazer um barulho infernal e metade da comida na bancada da cozinha. Acima de tudo é um homem pragmático, já comprou outro, e não se chorou muito, além do mais a culpa foi dele.

           Agora o lema cá de casa é: "Queres comer? Vai ao Continente!"  E lá fui eu rumo ao Continente comprar o que me parecia mais... variado! Foi tão boa a escolha que eu acabei por comer arroz de pato!

          Há lá comida mais aborrecida que é arroz de pato? Pensei bem... arroz de pato, nada supera arroz de pato, porque é arroz branco e pato, aquele bicho que em vivo parece muito inteligente e é burro que nem um cepo, e morto parece delicioso e é francamente aborrecido... É claro que compensei tudo com um gelado "exótico" do Lidl, uma mistura estranha banana, noz e chocolate, muito dentro do alinhamento da gastronomia nacional: "Se sabe bem, 'bota lá para dentro"

            Ainda queria ter ido à Feira das Reduções em Cantanhede, ainda para mais porque hoje também decorre a Feira de Velharias, eu adoro velharias... mas entre isso e ir a Aveiro ... Aveiro


          
             E como está subentendido, domingo é sinónimo de filme... estive a ver Branca de Neve e o Lenhador que era ... duro...
              

              

sábado, 6 de outubro de 2012

(sem título)


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O mistério (lol)

       Ora eu semeei um bolbo de túlipa na garrafa que até mostrei aqui no blog... passou todo este tempo e túlipa nem vê-la... e eis que aparece isto.


E o que é isto? Segundo uma breve pesquisa no Google é uma folha de melancia... Vou ter uma melancia bonsai?

Já agora do lado direito da foto está a marmelada que fiz, a receita é fácil: 3 kilos de marmelos com casca, aos quais só tirei as sementes e 1 kilo de açúcar amarelo, depois é só por uma raspa de limão ... tudo na panela de pressão e já está... marmelada para todo o inverno!

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Alprozolam + Fluoxetina (ep.3)

      Segundo as minhas contas, que nem sempre batem certo, entenda-se, eu estou a entrar na terceira semana de medicação prescrita pelo meu médico, desta segunda tentativa.

       Faz-me confusão como passo tanto tempo sem comer, e sem vontade de o fazer. Por exemplo, olho para o relógio que me diz que não como há coisa de 4 horas. Ainda há pouco bebi um copo de água que se traduziu num ardor ligeiro no estômago, similar ao ardor que tenho quando como coisas ácidas.

         Fisicamente sinto-me predisposta a fazer coisas normais que toda a gente faz, emocionalmente estou um trapo, mas um trapinho cuidado, como uma velha renda dos tempos áureos de uma avó já falecida, digno e cheirosinho. Nada de histerismos, ou ataques de choro, ou vontade de arranhar a cara, controlodinha que é um mimo, até mete nojo a cagados! 

           Sinto que emagreci, perdi peso, não sei é estranho, é como se houvesse um excesso de pele em mim que não me revestisse bem o corpo, tanta merda para dizer que me sinto flácida. A maneira que melhor traduz isso, e lá vou eu fazer piadas comigo mesma: eu antes era um mono-volume robusto, agora sou um cabriolet com uma lona de segunda categoria...

           Quanto aos comprimidos para dormir, só tenho de me queixar são mais as vezes que acordo a meio da noite não consigo adormecer mais, e bota de dobrar a dosagem para ver se adormeço... Agora é esperar pela próxima consulta agendada para dia 9 de outubro... está quase quase!

Mais ep.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Dia 1 de Outubro

        Hoje eu vou deixar de fumar, dizem que são precisos 21 dias, muita determinação e blablablabla... Eu vou deixar de fumar, porque fumar fica caro, e eu já não sinto tanto prazer em fumar como sentia, e antes que se torne um vício é melhor parar!

         Hoje eu vou arrumar o meu quarto como deve ser, depois de hoje tudo terá um sítio, e estará nele... eu encontrei uma caixa de suplementos alimentares preventivos de gripe A... e gripe A já saiu de moda há séculos, e foi a minha avó quem me comprou...

            A minha faceta forreta não me deixa deitar fora, e uma vez que está tudo dentro da validade, não vejo porque não tomar uns comprimidinhos de vitamina C, usar o álcool em gel (que me confesso fã) e as máscaras... não faço ideia o propósito do uso, mas hão-de dar para alguma coisa. Mas quero libertar-me das coisas, não quero parecer arrogante mas tenho coisas demais... atrapalham-me! 

             Também tenho a dizer ao mundo que após um ano (quase) de reflexão sobre a nova pintura do meu quarto eu finalmente decidi o que fazer às paredes, e vou fazê-lo sozinha, fique como ficar...

            Também vou desistir de ler o livro Hunter's Run, mete aliens eu pensava que era um livro de fantasia de época (desconheço se existe esta categoria), mas não de uma época futurista, sei lá tipo Terra Média com Elfos e assim... consigo lembrar-me do Mário a dizer: "Se mete espadas e o caralho, é  dessas merdas que deves gostar"... mas não era. Agora ando a ler um livro de época (lol) da altura da Restauração Francesa (dos "Afonsinhos" deles) e estou a gostar, ainda não acabei o primeiro volume...

               A atitude do mês, que eu espero que dure muito tempo, ou seja mais que 15 dias (lol) é: 

"QUEM MANDA NESTA MERDA SOU EU, 
ACONTEÇA O QUE ACONTECER"
                   Portanto vou riscar a parte que diz "ou seja mais que 15 dias (lol)", ok lá está, porque isso era o que eu fazia antes, agora já não vou fazer mais piadas comigo mesma.