quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

GRRRRR....

 se vejo mais uma rabanada à frente
 tenho um colapso nervoso

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Caminha....


Eu hoje fui doar sangue, e depois dei a mim mesma uma caixa de gelados!
E eu estou muito fraquinha, muito mesmo!
Comprar no Lidl já não é coisa de emigrante de Leste há muito tempo, mas também não estou aqui para dizer que todos os produtos são de boa qualidade, ou mesmo que me agradem. 
Vocês já provaram os sumos de lá?
Para quem acha que ir ao Lidl é uma nódoa no seu estatuto social, dizer que tudo é bom, deve ser uma maneira de se conformar.
Para além desta bomba calórica, também a dizer que não vou ao ginásio, é estou mesmo muito fraquinha! E como eu e a Cláudia nos arrastamos sempre para lá, ninguém vai ficar chateado... o mesmo o nosso lindo corpinho quando voltarmos à carga e passados 20 minutos estivermos para morrer...
Também tenho a dizer que este cantinho fotografado da imagem, é o único que está arrumado, não tenho paciência para arrumações.

domingo, 25 de dezembro de 2011

Pergunta do dia

em que dia é o natal no próximo ano?
quando o governo quiser!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

(ideiazinha machista)


      É uma tábua de passar a ferro, para que conste! Mas isto não passa de uma ideiazinha machista para incentivar à gaja burra, insegura que tem necessidade de agradar alguém... daquelas que têm problemas de édipo mal resolvidos ( expressão má, se é um problema, é claro que é mal resolvido)!
      A minha vida está mudada, eu antes não passava a ferro sequer, e agora eu nem me importo de passar a ferro...
Coisas estranhas acontecem na vida das pessoas!!! 
         Mas isto é o cúmulo! O marketing é de machos, mesmo! Eles fazem um tipo de comunicação para nos levar a passar a ferro a roupa deles! O meu pai, sim o meu pai, já experimentou dar-nos um ferro de caldeira, e ter o atrevimento de dizer que era a nossa prenda de natal... Revolta, foi o que aconteceu cá em casa!!! Mas já está perdoado, foi há algum tempo!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Comunicado ao mundo

                        Há uma categoria de pessoas que trabalha por turnos, e os horários de sono são diferentes dos demais existentes que os circundam... Assim sendo, eu desligo o som do telefone fixo, e rezo para que o cão da vizinha não ladre!

sábado, 17 de dezembro de 2011

Troca de prendas

       Ninguém lê o meu blog, é um facto. Se me chateia? Nem por isso, se chateasse não continuava a escrever. Mas que era útil, era! Para situações como a de ontem não voltassem a acontecer. E o que aconteceu? Fui a uma troca de prendas com uns amigos dos meus amigos, e parecia mal ir de mãos a abanar...
          Se eu fosse uma blogueira famosa toda a gente conhecia a minha aversão a Chinês, a lojas dos chineses, "Sei o que me deste no Natal passado" caso fosse um hit de leituras nacional ninguém no seu juízo perfeito teria ousado ido ao chinês só com a possibilidade de me calhar a prenda.
            O limite era 5 euros, e eu, consumidora consciente, fui comprar produto nacional, não testado em animais, e de muito bom gosto... sim comprei uns sabonetes da Ach Brito da linha Pop... E calhou-me umas escovas para as unhas dos pés, uma touca de cabelo, um verniz, e uma caixa de palhinhas de sumo (que mais contextualizada não poderia estar).

              E agora o que eu vou fazer com isto? Pronto a caixa sempre dá para tirar as palhinhas e por uns discos desmaquilhantes de algodão, e a touca dá para proteger sapatos dentro da caixa, as escovas dou à minha mãe, e o verniz dá-se a alguém... Mas vejam se consultam o meu blog!!!


quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

GRRRRR...

             Eu não sou nenhuma fundamentalista, mas enerva-me... As pessoas não ligam a nada a não ser para elas mesmas (que frasezinha redundante, e sem nada de novo para a sociedade). Tanto dinheiro investido em publicidade  para sensibilizar para questões ambientais, e a mensagem não passa... Mas são burros como portas?
                Que tipo de alminha deita pilhas para o chão? Pior: que tipo de alminha deita pilhas novas para  chão? Pior ainda: Que tipo de alminha deita pilhas novas no chão de um pinhal? Se olham apenas ao dinheiro, foi deitar dinheiro fora... Mas não sabem o quanto prejudicial é pilhas na terra? Em todo o lado há um pilhão amigo... Que nervos!

                   Não quero ser hipócrita, eu também deito para o chão as beatas dos cigarros,... não me censurem, há lá coisa mais libertadora que fumar um cigarro, e deitar a beata para o chão? É como se o cigarro fosse uma p*** que eu descartasse assim que me usasse dela ... que pessoa escroque que eu sou! Mas que é libertador e prazeroso É!!! E para descargo de consciência, volta na volta apanho lixo do chão, até para ver se me desprendo desse hábito de deitar coisas para o chão, mesmo que velhas, e sem uso... mas prejudicial ao ambiente!!! 

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Quando acordas de manhã com música...

When there's no-one else in sight
In the crowded lonely night
Well I wait so long
For my love vibration
And I'm dancing with my self
in Dancing with myself

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Que vergonha, mãe!

                   É testado em animais, ela só faz isto para me enervar!!! Toda a gente sabe que a Roc é da Johnson & Johnson.... AAAAAAHHHHHHHHHHHHHH Sua feia, feia, feia...

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Contraria o mau humor

Até pode parecer fútil, mas a cor anima-me.
Em dias chuvosos dou cor às unhas.



   
Farta de aturar gente parva!!! 

domingo, 27 de novembro de 2011

Comidinha de nerd


             São uns pedaços de pão cobertos de chocolate de avelãs, muito pequenos! Imagino sempre nerds a ver sites na net, sem tempo para sair da frente do computador, para passar de nível no jogo, ou ver a série online... Mas são super saborosos, mesmo bons! ADORO!!!
             

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Lesbianismo

             A gaja quer revoltar-se contra o que é socialmente aceite, a ideia de que ela tem de ter filhos de um homem com quem manteve uma relação sexual, fruto de um relação emocional ou de  qualquer outra ordem ou designio ... Nem que seja de uma relação algarvia do tipo: " Ele olha para ela, ela olha para ele, e acontece"... nome e conversas? Para quê complicar?

        Então a gaja, num pico de revolta extrema faz greve vitalicia a pila, mas não obstante de que tem temperar o corpo, dedica-se a outro tipo de modalidades... Fantasia de qualquer homem é (no minimo) assistir a esse tipo de práticas! Já o gay homem, a coisa é diferente, a gaja gosta de ter um amigo gay, para lhe dizer coisas: "Ainda bem que és gay", "Sinto-me tão bem contigo", ...

          A lésbica, que gosta exclusivamente de c***, não é a mesma coisa que o gay, que gosta exclusivamente de caralho. E porquê? Ora gay pode sempre comprar vibrador como faz a gaja, pode vestir-se como a gaja, falar como a gaja, gesticular como gaja, a gay, a lésbica, não pode comprar uma boneca insuflável, tem de comprar um dildo, como qualquer outra gaja heterossexual; vestir-se como gajo, falar como gajo, ou mesmo gesticular como gajo em última análise até fica bem.

          E (novamente) porquê? A boneca insuflável de nada lhe vale, lamber um pedaço de plástico que sentido tem (?)

           É um nicho de mercado com as suas particularidades! Assim como as parvoíce de hoje!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Consumo

             Já faz muito tempo desde a minha última bebedeira, e agora nem contexto há para que tal aconteça! Sim eu não sou alcoólica e o meu consumo tem de ter um contexto. Não consumo álcool fora de pontuais eventos, mas não censuro quem o faça! Apesar de me recordar da pressão que faziam os meus conhecidos/ amigos para que bebesse qualquer coisinha, quiçá uma cerveja, quando todos bebiam!

            De tempos a tempos faço abstenção ao consumo de qualquer tipo de bens supérfluos, e dou o mesmo trato a serviços dos quais não necessito, e sou sempre tentada por algum conhecido, mesmo que o dito tenha a noção de que estou em "dieta de bens", com um "fica-te bem, compra". Da publicidade espera-se sempre, mas das pessoas(?) não percebo. Quer dizer, até percebo, as pessoas têm necessidade que partilhemos as mesmas experiências, num teoria de pares que compreendo na adolescência  mas na vida adulta, pelo menos na minha cabeça, não faz sentido.

                Numa táctica de vendas, já me ofereceram um "risquinho", "risquinho" esse que neguei. E o domínio de captação de atenção do potencial cliente (nesse caso: eu, pensava o tipo) é tal, que não passou pela  típica frase: "És uma cortes" , mas sim um condescendente "Eu percebo"... ao que respondi: "Ainda bem". 
                 Não há muito respeito por quem não quer consumir, seja o que for!
             

domingo, 13 de novembro de 2011

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Factos da vida

            Vivemos em tempos de grande diversidade de opinião com maior ou menor fundamento, há lugar para todos. Todos nos achamos um pouco conhecedores de algo. Mas esta vontade de acreditar em alguma coisa ainda não saiu de nós. Não acreditamos em magia, e consideramos que quem o faz seja ingênuo.
             Mas acreditamos em cremes anti rugas, anti celulíticos, em carros potentes e seguros, na melhoria da crise, somos uns ingênuos... e ainda creditamos em privacidade (MEN que loucura) e liberdade de expressão lol
           
            Para mim que o Deus sangrou, falhou, morreu, queimou, que o seu corpo se encontra em parte incerta, só me resta acreditar nas pessoas!


quinta-feira, 3 de novembro de 2011

sábado, 29 de outubro de 2011

Pensamento do Dia

Para quê ter filhos? 
Os putos vão ficar em casa até aos 30 anos.
É um investimento sem garantias de retorno.

domingo, 23 de outubro de 2011

Tretas do Marketing

            Há certos vocábulos, mesmo que a-estrangeirados (olha para mim a inventar palavras!), que funcionam na perfeição, e são elas eXtra, pluS, MEga... É horrível saber que nos enganam, como nos enganam, como nos deixamos enganar, e mesmo assim deixamo-nos enganar... Dá vontade de dizer: "Vai ser estúpida pró c***" Especialmente porque eu não tenho dinheiro, é que se houvesse para gastar, dinheiro não fosse problema, mas é... Eu já não sei o que é fazer compras sem ser num outlet, ou sem esperar pelos saldos.
          Comida tem EXTRA... eu compro. Produto que tem PLUS? Esse eu já tenho de certeza, e se ainda não tenho, já vi e estou a pensar comprar. Evento com Mega no nome, do tipo, Mega Promoção, Mega Concentração (desde que não seja de Tunning) eu estou lá...

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Estraga Tudo

             Este mês estou em grande! Não há nada que escape com vida das minhas mãos... Já perdi a conta à quantidade de roupa que rasguei da maneira mais estúpida ( pior foi aquela túnica com motivos florais da SoftGrey), e os electrodomésticos foram uns meninos, deixei-os KO, a máquina de café, a varinha mágica, a trituradora, o desumificador... Sim o desumificador, devem estar a perguntar-se como é que isso é possível, mas eu consegui! 
           Ainda bem que não tenho garantia vitalícia, senão já me teriam enviado para a fábrica!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

eu sou o mestre de ...Bricolage

             Estava eu a chegar a casa, ou melhor ao meu quarto, quando me deparei com um cenário belíssimo, visualizem: "mãe" "porta do roupeiro", "porta do roupeiro na mão", "na mão", "mão"... Perceberam? Não? Fogo... A minha mãe estava a tirar um edredon do meu roupeiro, e ao fechar ficou com a porta na mão.
               Eu armada em mestre de bricolage, mas não foi assim às primeiras ( ainda demorei uma semana, ou duas, até ter coragem para valente feito), prontifiquei-me a colar a porta... ah pois é, sozinha... até neguei ajuda do meu pai... eu... só eu...Gajas ao poder nós podemos, sim nós podemos!
                 Nós podemos fazer merda, porque ao colar pôs aqui ao contrário e agora a porta não encaixa e tinha a porta desarrumada no chão, o roupeiro com aquela entrada de ar. Uma Maravilha!
                 Côsa má linda... E pedir ajuda está fora de questão! Nós gajas podemos, fazer bem, e melhor!

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Pokemon e exploração animal

           Hoje passei num centro de cópias, e admiração minha, haviam cartas (do género Magic) de Pokemon, para além de ficar admiração com a sua existência, também fiquei admirada com o preço... Será que a mesada dos miúdos dá para comprar aquilo? O tabaco que eu fumava...
            Detestava os Pokemon, aliás todos os desenhos animados que não fizessem sentido na minha cabeça, de maneira geral. Foram poucas as vezes que vi, daí a coisa ser pouco fundamentada, e tenho para mim que se fossem muitas as visualizações o post não estaria a ser melhor porque estou com uma pedrada de sono que não me aguento...
             Qual o objectivo de acumular bichinhos dentro de uma bola? (A maior parte deles que nunca mais se viam) E o principio é todo errado, é claramente exploração animal, são animais que lutam... será que ninguém pensou sobre isso? Não estão a ver o que está implícito aqui?
              Os miúdos que gostam de Pokemon, são potenciais donos de cães de luta, ou galos, como se faz no México, ou igualmente mau, apreciadores de touradas... Pela força da lua, vou castigar-vos... eu vou mesmo dormir, prometo

sábado, 15 de outubro de 2011

Mantinhas

             Tenho esta obsessão por mantinhas... Agora dando uma de psicanálise: tudo começou no infantário, quando os outros meninos dormiam a sesta, e eu fingindo que dormia, até a educadora ir embora, brincava sozinha... lol Ora já uma "mulher" muito precoce com necessidade de "tempo de qualidade para mim mesma"... vocês sabem, aquelas tretas que aparecem com alguma frequência em artigos de revistas femininas, do género: "Aproveite a sesta dos miúdos", "Ponha os putos a dormir e faça o que lhe apetecer"... A diferença é que eu era da idade deles, gostava de estar com eles mas gostava mais de estar comigo.

             Eu até hoje gosto de dormir agarrada à mantinha, até por falta de opção... não tenho a quem me agarrar. Mas no outro dia eu passei em frente a uma montra e vi o que faltava na minha vida, (não, não foi um banco) era uma ALMOFADA GIGANTE... Imaginei logo, eu deitada num domingo à tarde, em frente à  televisão, eu e a mantinha. E foi nesse momento que eu percebi que tinha um problema, quer dizer, mais um...

                  Eu sou mantinho-dependente, será assim que se escreve? MantinhÓdependente? Dependente de mantinhas? F**** Olha, sou parva é o que é!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Ficas mais velho quando...

  • Te esqueces que nascem pessoas todos os anos
  • abraças o preconceito
  • tens conversas dignas do "Ponto de Encontro"
  • te desculpas rebaixando a vida dos outros
  • sofres de dor de cotovelo
  • queixas de tudo o que mexe e não mexe
  • pensas que o tempo passa a correr
  • não olhas para quem passa
  • omites o teu sorriso a quem te está próximo
  • usas o termo "modernices"
  Deixa-te disso, só te faz mal há pele. Não haverá maquilhagem, botox ou luz que te favoreça!  

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Problema Existencial

   Desconheço a existência de uma fase reconhecida clinicamente, ou lá qual será a sua ciência, que rotule a fase intermédia entre a adolescência e a vida adulta... Que eu penso que seja a que estou a viver agora aos vinte e cinco anos.
   Estou numa crise existencial, voltar para casa dos pais é complicado, temos de nos re-educar novamente, adaptarmo-nos aos horários deles... e às manias também. É voltar ao estado de incompetência, todos os pais pensam que os filhos são incompetentes, incapazes; acaba por ser uma regressão na nossa percepção de nós mesmos, abala a nossa auto-estima.
   Para piorar o cenário, sim porque na minha vida há sempre um aspecto mais negativo para o panorama ficar completo, eu divorciei-me do meu namorado. Foi litigioso, mas não por oposição minha ou dele, por oposição da vida... Eu estou em processo de divórcio porque a vida quis, porque a economia está uma merda, não há emprego, não dinheiro para uma renda de casa, não há nada... 

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Amizade (iii)

- Estou a pensar voltar a pintar a parede do meu quarto, já me fartei das estrelinhas..
-Fixe, eu ajudo-te. Mas o que queres fazer desta vez?
-Estou a pensar nas cores cinza, amarelo, vermelho vinho e verde seco...
-É uma combinação de cores estranhas, como é que vamos fazer isso?
-Bem ... em semi-círculos, assim pelo telefone é a melhor descrição que posso fazer.
-Semi-círculos? Andas a fumar droga? Ganza ou assim?
-Não...
-Ah ok... isso dos semi-círculos parece-me delírio psicótico...
-Não...
-Ok mas se andares guarda qualquer coisinha para mim

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Reclamação

Eu estou farta da música da ADELE... Está sempre a passar na rádio e para mim já é mais poluição sonora do que outra coisa! Nem o facto da senhora ser gorda, apela à minha simpatia por ela... Se sofreu, AZAR!!! Ultrapassa isso, e cala-te!

sábado, 1 de outubro de 2011

Outubro

             Outubro por norma é um mês em que não acontece NADA... NADA de NADA. Dizem por aí as más línguas que nem se vai comemorar mais a Implementação da República... Vai remeter-se àquele luscofusco que nem é o começo das aulas nem a contagem decrescente para o Natal...
 Outubro o mês indefinido 
                 Espero que assim se mantenha, e que não se conte mais uma desgraça natural este mês, ou a subida de impostos, descida nos ratings, sei lá.... 
                Decide que é este mês que me vou inscrever num ginásio, por uma vida mais saudável, se emagrecer boa, se tal não se confirmar, não vou ficar chateada. Estou a pensar fazer Body Pump, ponderei InDoor Cycling, mas após uma breve pesquisa no Youtube, a modalidade não me agradou.
                Também estou a negociar comigo mesma a abstenção ao consumo, a minha relação com o consumo é uma relação amor-ódio, não tenho a perspectiva consensual de que todos temos de consumir moderadamente, ora faço compras excessivas ora não compro nada. Como vou começar a ganhar os meus trocos, pondero o "não" ao consumo. (Em outros posts falo disso: Keep it simple)
                 Esperemos que Outubro seja mesmo um mês em que não se passe nada, por oposição dos meses desgraçados que têm antecedido este.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

OMG

O facto de consumir tantos fármacos, prescritos e não prescritos, qualquer dia sempre posso fazer um blog com credibilidade suficiente para fazer apreciações criticas dos mesmos. Aqui está a medicação para faringite viral que me receitaram... não me quiseram dar antibióticos!!! Vai-se lá perceber porquê... 

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

pensamento do dia

Estou a fazer boicote aos jornais, 
pela minha sanidade mental

sábado, 17 de setembro de 2011

Indignação

Os meus pais foram para Vila Moura durante uma semana, 
e como se não bastasse o facto de não me terem levado, 
NÃO ME TROUXERAM NADA
Mentira, trouxeram a novidade que vão os dois para o Funchal no próximo ano!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Justificação

Para que dúvidas não hajam, e eu até prezo por ser bem compreendida... o que também depende de quem lê, ou ouve... Tenho a dizer que sou apenas responsável por mim, e não por aquilo que compreendem da minha pessoa.
Para que dúvidas não hajam, eu não quis insultar ninguém no post Uma espécie de categoria, sei que a vida está difícil para todos, mesmo os que vão de férias para o Algarve... Sim pai, mãe esta é pra vocês que me deixaram em casa sozinha (não ousem não trazer nada aqui para a babe)...
Para que dúvidas não hajam é do censo comum que o português inveja qual coisa, o tempo para não fazer nada é invejado, esquecendo o português à miséria que a maioria dos reformado aufere.
Para que dúvidas não hajam o ordenado da maioria dos funcionários públicos não é uma fortuna, e a baixo da média europeia, mas a realidade é que nos tempos que correm são (até ver) certos ao final do mês

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Questão do dia

Ora a Marketeer avança na capa da edição deste mês: Como será o mercado da publicidade em 2012?
Passemos à visualização da dita, até para termos uma visão mais gráfica da coisa... lol
Ora a bebé, mesmo sem ter lido o conteúdo passa a explicar... O sr. Passos Coelho não vai descansar enquanto não privatizar uma das estações estatais, ou na melhor das hipóteses as duas, assim vão passar a haver mais dois intervenientes no mercado audiovisual para um mercado pequeno como é o nosso... Vamos lá recordar um dos princípios mais básicos da economia: aumenta a oferta, diminui o preço... menos dinheiro para o amigo da cor, houve mesmo quem lhe chama-se o "senhor do bolo"... acompanharam?

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Intervention

            À semelhança da prática de "Intervention" que por algumas vezes vi na série "How I Met Your Mother", eu gostaria de fazer uma, a uma amiga minha, ex-colega de casa, par na dor da perda de um familiar por causa do cancro, companheira em momentos pouco felizes... (já relatada em Desventuras de duas doidas moderadamente académicas
           Não vou revelar o nome, mas chamemos-lhe Seven, não vou confrontá-la por que a credibilidade que me dará será nula, e eu também tenho os meus problemas... Assim para meu conforto de consciência cá vai:

"Seven, isto é uma intervenção! É por causa das drogas. Sabes qual é a minha postura em relação ao consumo de drogas, totalmente a favor desde que seja para fins recreativos e situações muito pontuais. A droga não deve ser um vício, e tu não percebes que perdeste o controlo do consumo.  Estás vulnerável, e totalmente só, essas pessoas com quem te dás não te respeitam, nem respeitam a tua vontade, não sabem o que queres da vida e para dizer a verdade nem tu sabes muito bem. Pára de afastar quem te quer bem, afasta-te de quem te consume, de quem te usa, de quem te quer como companhia para não se sentir só... como se ter companhia nessa merda fosse motivo para se achar mais certo no que faz... Compreendo que não deve ser fácil ser diferente da nossa família, mas eles são o nosso porto seguro, mesmo que nos esqueçamos disso, mesmo que eles finjam não estar nem aí para nós. Volta para casa, deixa-te disso

sábado, 3 de setembro de 2011

Ao meu amigo João Nunes

          João Nunes não é meu amigo, é um conhecido próximo. Vivemos cordialmente, e aparvalhadamente, quando nos encontrávamos para beber café ( mas beber café mesmo e não ao que se refere um anterior post).
       Semanalmente, eram várias as vezes que nos encontrávamos, e a empatia era certa, digamos que partilhamos as mesmas referências culturais, apesar da diferença de idades... o João Nunes atreveu-se a fazer mais que 25 anos. É como se fossemos fruto da mesma educação, apesar de não sermos da mesma família, nem de termos o mesmo país da primeira infância em comum.
           Crescer é uma treta, quando somos pequenos agarramos-nos e beijamo-nos logo que nos vemos, na adolescência continuamos a ser amigos com alguma facilidade e depois remetemo-nos a um simples "Olá!"... E o meu amigo João não levou de mim um simples "olá", levou mais do que isso... ei não levou "isso" suas mentes perversas!!!
             Eu vou sentir saudades do João! Aliás eu não sei quando volto a ver o João, e só de pensar nisso, sinto saudades... Eu chorei à frente do João quando eu tomei consciência de que seria a última vez que o ia ver. Porque eu nunca valorizei o João como sendo meu amigo, e a vida um dia vai trazer a catalogação de pessoas que me rodeiam como "perigosas" e "não perigosas" como imperativa e protectora de mim.
             E no fim de tudo, não é que eu só vá sentir saudades do João, mas ele foi quem apelou ao meu saudosismo de uma estabilidade que eu nunca tive, a não ser com o Mário ( mas é diferente o Mário é meu namorado, melhor amigo, confidente, amante, cúmplice...)... Aliàs quantos foram os "João Nunes" que eu já deixei para traz? 

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Amizade (ii)

Sei que tiveste um dia de merda, mas eu estou super animada!!! 
(amizade é assim mesmo o nosso mau humor não pode inibir a felicidade dos outros)

Descobrindo a dita:

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Factos da vida

A pessoa comum quando morre vai para o céu
O politico quando morre vai para o CEO

domingo, 7 de agosto de 2011

mais panquecas


Vimos a receita no youtube, e não resistimos...
receita
1 1/2 chávenas de farinha
3 1/2 colheres de chá de farinha maisena 
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de açúcar 
1 1/4 copo de leite                                        Ingredientes 
1 ovo
3 colher de sopa de manteiga derretida

Modo de preparação... tudo ao molho e fé na massa...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Viver em casas arrendadas

            Aqui vão umas dicas para quem vai morar fora da asa dos papás, em sistema de quarto arrendado:
1) Vivam a vossa vida, e só a vossa. Não se envolvam nos problemas dos outros.
2) Arrumei todos os dias as vossas cenas nas áreas comum da casa.
3) Avisar que vai um amigo dormir a casa, é recomendável , mais que isso é simplesmente estúpido.  
4) Lembrem-se que educação é coisa que não assiste a todos
5) Quando as coisas correrem mal. mudem de casa.

domingo, 31 de julho de 2011

...

De volta a casa

quarta-feira, 27 de julho de 2011

sexta-feira, 15 de julho de 2011

sábado, 9 de julho de 2011

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Pensamento do dia

Não é tão foleiro por fotos de casamento no Facebook?

terça-feira, 5 de julho de 2011

Amizade (i)

-Se eu me enervar estacionas tu o carro?
-Não...
-Mas se for realmente necessário, estacionas tu?
-Não...
-E se for mesmo mesmo mesmo necessário?
-Bem, se for assim mesmo mesmo mesmo necessário, estacionas tu... 

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Procrastinar

eu procrastino
tu procrastinas
ele procrastina
nós.... nós o quê?
nós vamos ao café beber umas bejecas

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Segue as instruções

domingo, 19 de junho de 2011

Apartidário

            Há por aí tanto movimento apartidário, gente sem cor, que se julga com mais credibilidade por tal facto, querendo resolve a sua situação com o argumento de que é mal colectivo... A democracia passa primeiramente pelas eleições...
            Tanto movimento apartidário poderia ser partido, assim como, noutro registo, estilo nenhum também é estilo, movimento apartidário é partido... É um partido para os jornalistas fazerem notícia (e brilharem), mesmo que não digam merda nenhuma de jeito, é partido para comércio hoteleiro,...

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Tão mentira...



"Girls flirt with the dangerous guy, they don't bring him home. They marry the good guy, the one that sticks around."


jean grey

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Bolachas de manteiga, e canela... e limão

             Matando já o mistério de resultado final, publico já a foto, que por muita pena minha não traz incorporado cheiro... É mais uma aventura enquanto dona de casa desesperada... lol

Receita
Ingredientes:
150g de manteiga
150g de açúcar
350g farinha
raspa de um limão
sumo de metade de limão
1 colher de café de canela
2 gemas de ovo
Modo de preparação:
Basicamente é todo ao molho, misturadora com ela, massar, esticar, molde ou copinho para ficarem redondas e não tem nada que saber...
Há quem faça da cozinha ciência, e há quem improvise e se dê bem... foi o caso!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

terça-feira, 7 de junho de 2011

pi

            O que é isso? Pi? 

quem é que inventou tal coisa?
serve  quem e para quê?
no que estava a  pensar quem o fez?
porque raios é tão comprido?
está de alguma maneira relacionado com o sinal sonoro de censura da tv?



Pelos vistos há quem se dê ao trabalho de memorizar os infindáveis dígitos do dito número! E quem vai À frente quem é? Um Chinês! tem mesmo carinha de que não vê mais nada à frente se não números...

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Mais uma frase que se tornará cliché

Vai mas é para casa ler umas coisinhas e depois anda cá falar com a bebé...
        Há por aí muito entendido em pesca, que não pesca nada de nada, e ainda por cima se arma ao pingarelho... E para eles eu dedico esta fase, que alguns já ouviram em tom de sarcasmo, acompanhado com um sorrisinho de desdem... 

quarta-feira, 1 de junho de 2011

...

Welcome Troika, have a nice holiday!!!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Final do mês é assim

            É um vazio que se faz sentir no meu bolso, que é uma coisa parva!!! 
Nem o meu mealheiro resiste!!!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

mais uma tentativa

            Desta vez, não com o meu nome, mas com um tópico do meu interesse. Como sou alguém cheia de interesses e em diversas áreas, resolvi centrar-me numa que fosse realmente .... interessante vá! Interessante não, já usei o mesmo adjectivo vezes demais, até parece que sou estúpida, e logo eu... uma gaja ecléctica.
               Juntei as palavras "paraíso fiscal paraíso turístico", de hoje para amanhã pode se que de jeito, quem sabe, e heis o resultado

             Isto é realmente muito parvo... mas ainda assim: o que faz lá o logótipo da Caixa Geral de Depósitos?

terça-feira, 24 de maio de 2011

Como está na moda... aderi!!!

            Ao colocar o meu nome completo na pesquisa do Google, só aparece gente feia.
E aquele grupo de freiras no canto superior direito, não me sai da cabeça...

segunda-feira, 16 de maio de 2011

O quanto visionário eram os desenhos animados

Ela já tinha um tablet 
Estava disfarçado...

sábado, 14 de maio de 2011

terça-feira, 10 de maio de 2011

Maravilhas de uma mente desocupada

CRM....
Imaginem que em vez de receberem a conta da electricidade por parte dessa empresa que tem todas as características de monopólio, mas só não é apelidada de tal porque é ilegal, EDP  de seu nome, recebiam:


Caro utente EDP, hoje é o seu aniversário, pode gastar luz à vontade, mas mesmo à vontadinha.

Era muito bem pensado

segunda-feira, 2 de maio de 2011

olha-me nos olhos e diz que já não me amas

          Uma frase mais que badalada em guiões de ficção, um cliché que não tem lugar nas nossas vidas. Nunca ouvi isso, mas se tal me fosse dito, a actriz que há em mim te-lo-ia feito com frieza, e a criança que há em mim ter-se-ia rido à gargalhada. Tudo é exagerado, e o que seria a vida sem um pouco de exagero?
          Provavelmente estou a tornar-me naquelas pessoas que desprezam o romantismo, e que abraçam leituras de autobiografias para que a história se torne mais próxima. De facto é uma chatice a nossa vida caminhar para o abismo e ler histórias em que no final feliz os protagonistas quase que caminham ou flutuam.
          A vida é uma chatice e não depende de nós.

sábado, 30 de abril de 2011

segunda-feira, 25 de abril de 2011

sábado, 23 de abril de 2011

O que é isto?

            Publicidade numa revista mensal feminina, de uma marca do conhecimento geral do consumidores

Adivinha de que ano? 2003, é só de 2003... Não parece do tempo da Maria Caxuxa?

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Espera

Só mais 5 minutos!!!

terça-feira, 19 de abril de 2011

SlutWalk


            O SlutWalk é um movimento que teve "corpo" com o protesto em Toronto no início deste mês. O movimento feminista iniciou-se como reacção ao comentário pouco feliz de um polícia canadense que aconselhou que as mulheres não deviam vestir-se ou comportar-se como "putas", de forma a que a criminalidade de que são vítimas diminua. 

               Assim, e segundo a óptica deste senhor retrogrado, fica implícito que a culpa das violações, assédios, piropos, difamação, entre outros crimes com maior ou menor grau de gravidade, são culpa das mini saias, tops, decotes, maquilhagem que as mulheres usam, a culpa não é do agressor.  O agressor é no fundo a vítima, ele foi induzido a isso, é fruto das circunstâncias. Ridículo!!!

                Ridículo é dizer às mulheres como elas se devem vestir, será mais importante ensinar que não é NÃO, que sim podes olhar, mas não podes tocar... Não somos fruta da mercearia que se apalpa sem pedir permissão. 

            Links
Facebook: SlutWalk

sexta-feira, 15 de abril de 2011

:(

             O fim de semana nem sempre é bom!!! Fico sem o meu fofinho!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Saldos....

             Bom não são bem saldos, a bem dizer, são mais promoções. Eu não gastei nem 10 euros, e tenho divertimento para um mês... quem disse que os livros são caros é porque nunca foi a uma feira do livro, encontrou uma loja a fazer renovação de stock...
               
               Depois de ter tentado ler o "Caim" do Saramago, e não ter passado do terceiro capítulo; vamos ver o que me espera....

sábado, 9 de abril de 2011

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Egocentrismo

            definição: O meu nome resume o Universo e afins:
                             Sara. Dizer que me amo é pouco, se não sentes o mesmo por mim, é porque tens problemas graves, é tão óbvio como eu ser o centro de tudo, aliás eu sou tudo até o meu alter ego. Narciso perto de mim é um principiante.

terça-feira, 5 de abril de 2011

AVISO

             Toda e qualquer conversa que queiram privar comigo sobre o tema: política, só terá lugar na minha agenda para os que saibam de antemão a distinção entre república e democracia. Para os que acharem tal requisito óbvio, ridículo ou o que quer que seja, é porque claramente conhecem pessoas mais inteligentes que eu, e quanto a isso, só tenho a dizer: Parabéns!!! Também tenho a acrescentar que, também são indesejáveis pessoas com comentários generalistas do tipo: "A culpa é do governo"

domingo, 3 de abril de 2011

Plantações

            Um dia vou ser uma agricultora de sucesso! Sim disse agricultora, e não assalariada rural. Até tenho de contentar com vasinhos de plantas aromáticas (comestíveis e legais, entenda-se) em todo o seu conceito indoor. 
              Agricultores há-dem estar a pensar: "Que grande totó, que até precisa de manual de instruções " e em minha defesa, tenho a frisar que sou uma mulher prendada, gosto tanto de agricultura como gosto de desporto.
                   E aqui ficam as fotos da minha plantação, que espero não se traduzir em desilusão, dado o tempo incerto que se faz sentir.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Jersey Shore

             Vagueava eu pelos canais, na minha opinião, infindáveis canais do meo, e eis que surge o canal 80, MTV, com um programa característico do canal: "muito barulho por nada", num resultado pouco feliz. Reality Shows estão na moda, e este já vai na terceira temporada, o formato permite aos concorrentes deslocarem-se fora de portas, o que não acontece em "Big Brother" e demais concursos.

            Jersey Shore tem como objectivo único, penso eu de que... , fazer escorrer tinta em impressa cor de rosa, actualização de blogs em dias pouco inspiradores, e conversas de café para os que não estão interessados em outros temas. Porque, sejamos sinceros, qualquer um faz um brilharete a comentar a vida alheia.

            Mas como disse, o conteúdo é fraco, discute-se muito e sem grande fundamento, e quando não há argumentos eles gritam frases sem grande nexo vezes e vezes sem conta até se enervarem ao ponto de chorar. E os pobrezinhos até trabalham, numa loja de impressão de t-shirts, ou seja, eles não chegam àquela exaustão de nada fazer.

            Se os concorrentes do programa são reflexo da juventude que habita os EUA, que raio de país é aquele? Poupem-se á estupidificação, não vejam!!!


terça-feira, 29 de março de 2011

domingo, 27 de março de 2011

sexta-feira, 25 de março de 2011

Artur Agostinho

             Não valorizo muito o espectáculo tv, e assim sendo não compro revistas cor-de-rosa que vivem das aparições públicas da vedeta televisiva, da potencial vedeta televisiva, da namorada da vedeta, etc. É coisa que não aprecio, logo não alimento tal "indústria".

               Acaba por ter uma certa ironia, quando chegámos à casa onde estamos agora a morar, não havia televisão, e como de um bem necessário se tratasse, fizemos imensa pressão para que o senhorio arranjasse uma. Sucessivos dias a telefonar para que a dita aparecesse lá no móvel para nos entreter, e quando ela chegou ninguém viu, ninguém ligou... está lá como que de uma exposição de peça decorativa se tratasse.

                Hoje vi num jornal, que no início da semana morreu Artur Agostinho! Se me perguntarem o que vi dele, sinceramente muito pouco ou mesmo nada, sei que por altura dos santos populares a rtp1 exibe uns filmes (dos que marcavam pontos no panorama da altura) e vi o "Leão da Estrela". Desculpem lá a ignorância! O senhor não é bem da nossa geração, e o trabalho que fez na rádio desconheço.

                Artur Agostinho era uma figura simpática, tinha ar de avô paciente e rico em histórias de uma vida preenchida e feliz. A presença de Artur é tão genuinamente honesta e sem pretensões, que no meio (televisivo, pois está claro) é quase surreal, mesmo sem acompanhar tal meio admito que senti alguma simpatia pela figura.



quarta-feira, 23 de março de 2011

             Estamos a viver numa anarquia? E amanhã, quando os juros subirem graças à especulação dos mercados, a senhora Merkel nos der um puxão nas orelhas porque não fazemos o que ela acha bem, o Fmi reestruturar o sistema em que vivemos ( e "tirar o tacho a meia dúzia deles" como já hoje ouvi), vamos chorar pela volta do Sócrates?
Proudhon há-de estar a rebolar de tanto contentamento, Viva a anarquia!!!

segunda-feira, 21 de março de 2011

            Mas quem roubou a Primavera?

sábado, 19 de março de 2011

Revista "Mulheres"

             Há os que coleccionam coisas, da mais variada espécie, relativos a momentos, gostos, crenças... mas disso eu já falei noutro post. Da minha infância, se não for a minha mãe a guardar as minhas "relíquias", que tenho para mim que são mais dela do que minha, nada teria armazenado.
              E na minha arrecadação coabitam todo o género de "memórias" que suscitam na minha mãe uma certa nostalgia, e que em mim.... em mim, nada. Ela tem numa arca cadernos da primária, medalhas da natação, diplomas da melhor leitora da biblioteca, enfim... eu já mencionei o quanto insensível me mantenho ao espólio. 

               Mas hoje encontrei uma revista publicada no mês e ano em que nasci, e posso declarar-me uma lamechas, isto porque imaginei a minha mãe depois de 12 horas de parto, com um rebento de 4kilos (eu não sou gorda, sou predestinada, de qualquer maneira e como sou uma gaja gira serei quanto muito voluptuosa), a folhear a revista.

         Sem carga emocional associada, desprendendo-me dela, a revista "Mulheres" tem um grafismo péssimo, hoje em dia nem um pasquim informativo feito por miúdos da primária é tão desprovido de estética gráfica como a revista dessa altura. Da publicidade presente, apenas reconheço produtos como Toyota (não no mercado automóvel, mas como máquinas de tricotar); Durex ( "O preservativo mais seguro de sempre a planear a família"); Moulinex (com direito com página inteira de publicidade a cores e papel lustroso); Pantene (mas sem o Pró-v); Waterman (e olhem que agora já nem vejo publicidade dessa marca, mas as canetas ainda existem) e Editorial Caminho. Todos os restantes produtos, ou mesmo referencias a serviços do interesse feminino, imagino-os sempre anunciados naquela voz nasalada típica de rádio dos anos 70 (que nada me dizem, entenda-se).

                 Em termos de conteúdo, espremido, espremido, ainda tem alguma coisa; o que achei mais caricato foi o tom feminista de algumas observações, que de acordo com o alinhamento editorial se enquadram, sobre publicações de outras revistas e mesmo fotos. Não imagino nenhuma feminista, não conheço nenhuma, aliás penso mesmo que nunca ouvi uma mulher dizer convictamente: "Os homens são uma merda!" (sim porque as que o dizem depois de acabar com os namorados, não têm muita credibilidade, passado poucos meses andam enroladas com outro).

                 Quando chegar de fim de semana publico umas fotos, para que todos se riam da capa, para ver o quão arcaico que a dita é. 



                

quinta-feira, 17 de março de 2011

Bluetooh, please!!!

           Eu tenho um problema, tenho vários mas foquemo-nos neste em particular, eu falo sozinha! Não consigo controlar, tenho para mim que será mais do que uma característica caricata em mim, arriscar-me -ei a dizer ao mundo que é patológico.

              Para terem a noção do quanto longe vai esta "mania", eu conto estórias a mim mesma, idealizo as mais diversas situações na rua, e não me bastava conceptualizar a ideia, não, eu tenho de a verbalizar. Quando dou por mim está alguém a contemplar tal disparate, com trejeitos faciais de estranheza.

             Tudo neste mundo capitalista tem solução: bluetooth assim a vergonha é menor, visto que vão pensar que estou ao telefone com alguém!!!

terça-feira, 15 de março de 2011

Manifestações

              O português é um animal tão socialmente correcto, que até para contestar espera pelo sábado, fim de semana, sem qualquer impacto na produtividade. E da maneira que isto vende até parece que agora se substituiu o passeio pelo shopping pela manifestação. Primeiro foi a convocatória da Geração à Rasca, no mesmo dia o professores manifestavam-se no Campo Pequeno, agora dia 19 (que calha quando? quando? Ao sábado) mais uma para animar a malta, que desloca as suas conversas de café para uma avenida qualquer.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Xiuuuu é segredo

             A curiosidade humana é uma coisa do caraças, se me é permitida a expressão. E o secretismo é deixado de parte dado á prática comum do: "eu vou contar-te mas não contes a ninguém", e a informação vai fluindo de boca em boca deportada ou não, e cada vez menos clara
             Tudo é tão pouco secreto que as sociedades secretas são de conhecimento público, entenda-se que não sou a favor do elitismo, mas o que é "secreto" deverá permanecer com tal, a começar pelo segredo de justiça.  Num pasquim conhecido da praça pública, há mesmo a informação de que o S.I.S. tem as chamadas dos organizadores da manifestação do fim de semana sob escuta... XIUUU É SEGREDO!!! 

              Como pseudo- feminista que me assumo, e como nunca ouvi falar de uma confraria, tertúlia, associação (e agora ando uma maré de associações), ou mesmo um partido, exclusivamente de mulheres, e não falo do grupo de leitura da Oprah Winfrey, assumo que não haja tal "agrupamento" ou "ajuntamento" exista.

                Apelo ao espírito de união, solidariedade feminina, vamos esquecer a mediocridade, a mesquinhez de frases que enaltecem o chauvinismo, instigadoras de submissão, apologistas deste machismo capitalista (não me perguntem no que consiste este conceito, acabei de me lembrar, mas um dia destes desenvolvo o assunto).





             
                

quarta-feira, 9 de março de 2011

Dia internacional da mulher

            Desengane-se quem acha que vibro com esta data, já o ano passado ridicularizei a coisa mostrando o que estava na minha mala, ou melhor, o que eu faço questão de transportar comigo. E já agora cliquem no link. e leiam o que escrevi sobre os meus pensamentos em relação a este dia, eles mantêm-se.

              Este ano vou mostrar a minha maquilhagem, numa gaveta bem organizada, quer dizer mais ou menos organizada onde encontro com facilidade o que quero utilizar. Maquilhagem já não é bem um "acessório" característico do sexo feminino, mas ainda somos nós quem usa e compra mais.
                Se desiludi os que pensavam que ia fazer um grande post sobre este dia, peço desculpa, mas estou um pouco às avessas com a falta de feminismo. Cusquem a minha gaveta à vontade.

sábado, 5 de março de 2011

Amigos dos peidolas

         Mais uma associação surge neste modesto blog. Vi a necessidade de integrar esta gente solidária que apoia excluídos da sociedade, ostracizados da interacção de ciclos de amigos, esta gente que padece de flatulência, que sofre horrores por abafar o seu peido.

             Os associados, nobres camadas sem intolerância ao mau cheiro, a distribuir panfletos de sensibilização social: "O peido é natural, não seja negligente com um amigo que se peide. O peido é amigo"; quiçá a desenvolver produtos especiais para peidolas: "Borrifadores aromáticos".

               O peidolas é um desgraçado, ele nem pode ter luzes que sejam sensíveis ao som, daquelas que ligam e desligam com o som de palmas, com a sua flatulência compulsiva arrisca-se a desligar e ligar as luzes sucessivas vezes durante a noite, do tipo "'ta 'ta", "não 'ta". O peido é uma forma de expressão como qualquer outra, e havendo liberdade de expressão, vamos nós soltar o peido que há em nós.

             Nunca um Nobel foi entregue a um humanitário que apoie esta causa tão nobre como qualquer outra, e porque não uma Fundação (uma coisa ainda mais megalómana) Madres Teresa para os peidolas.  É que nem a ONU instituiu o Dia do peido, olhem que eles têm dias para tudo. 

        E para que não digam que sou do tipo que escreve escreve e não faz nada, vou comprometer-me aqui e agora a fazer um grupo no Facebook : "Amigos dos Peidolas", eles merecem. A não olvidar outras associações de igual interesse cívico: A.A.V.H. , com iniciativas tão relevantes como excursões.

                 "Jovem apoia esta iniciativa"

quinta-feira, 3 de março de 2011

Tampinhas

            Quando começámos a falar histericamente, de crise... pensemos agora, estávamos tão bem, comparando com a situação actual, que mesmo com os esforços e reforços políticos, afundamos cada vez mais e a uma velocidade estonteante.

          Sem grande solução á vista, e dado o pouco espírito de sacrifício da população em geral, desacreditado em parte por sucessivos apertos sem resultados, ou vem o FMI  ou... vamos coleccionar tampinhas para salvar Portugal.

           Não sei quem foi o primeiro idiota que se lembrou de recolher tampas dos mais diversos recipientes em plástico, que primeiramente tinham como fim último a reciclagem (pleno menos cá em casa), mas agora são acumuladas em garrafões de 5 litros de água numa qualquer cozinha comum para uma qualquer missão nobre para ajudar alguém.

              Quando idealizei este post, ainda estava com a ideia de sugerir colmatar o endividamento das famílias, mas seria muito arriscado, a minha consciência nºao me permite gozar com a desgraça alheia. Mas que há por aí muito "xico" esperto a merecer uma campanha ou outra para lhe solucionar eventuais desvios a instituições públicas, há, não vamos negar, se não sabem do que falo consultem o "Correio da Manhã", qualquer café o tem, e escusam de gastar dinheiro.

              Visualizo qualquer coisa do género: "Jovem seja solidário contribua para a liquidação da divida do "xico". Não se deixe enganar, recolha apenas as tampinhas com o certificado de autenticidade ajuda ao "xico". Não sei porque insisto a apelar à colaboração do "jovem" quando estamos num país cada vez mais envelhecido, mas como diria o meu namorado, é porque sou simplesmente parva.     

                 Mas sem muitos mais delírios típicos de quem ainda não tem agradar para além do ciclo de amigos, e não entidades patronais, rindo com vontade de chorar, dizendo que sim quando se quer insultar alguém, podemos ajudar o país cada vez mais próximo da ruptura económica coleccionando tampinhas para ajudar o amigo Sócrates. 

Sócrates amigo as tampas estão contigo. 


sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Para fidelização da identidade parental ao blog

Olivença há-de ser nosso outra vez!!! 
(Qualquer semelhança com a frase típica da Odete Santos é pura coincidência)

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Violência de doméstica matinal

           Não é que o papel de vítima me assente bem, mas não camuflando a realidade eu sou uma vítima de violência doméstica matinal. E todas as manhãs, sensivelmente a meio da manhã, tenho vontade de dizer ao mundo o que me incomoda, o que se passou comigo, o que condiciona a minha existência humana.

"Olá o meu nome é Sara, tenho 25 anos, sou monogâmica há 4, e sou uma vítima de violência doméstica matutina. Sim podia ser vespertina, ou nocturna, mas não, é exclusivamente matutina. Não consigo deixar o meu companheiro porque ele ludibria-me e diz-me que vai ser diferente da próxima vez, que vai mudar. 
Mas não muda é sempre o mesmo.
Eu sinto-me molestada, a minha auto-estima fica em baixo, sinto-me feia, mais velha e cansada. Há mesmo dias em que sinto que tenho 28 anos. Ele ainda não me bate mas tenho medo, insulta-me, berra comigo, trata-me com pouca dignidade, manda-me para baixo de Braga. Quero que esta situação acabe, mas não consigo ter controlo sobre a mesma."
    

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Para que não hajam confusões

            Não sou do contra,
      sou a favor da diversidade!!!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Pensamento do dia

Beber para afogar as 
mágoas é inteligente,
até elas aprenderem a nadar

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Esclarecimento

            Senti-me tocada, tenho de dizer ao mundo; quando há dias publiquei o Avé Capitalismo e alguém me disse que era muito similar, ou mesmo igual ao Pai Nosso Comercial. Ora eu, uma gaja que zela por se uma idiota original q.b., alguém dizer que eu faço coisas iguais aos outros é ofensivo. E para que dúvidas não hajam cá vai :



Fregueses nossos, que estais atrasados,
equilibrai o vosso crédito e honradez.
Venham a nós as vossas notas.
Seja feita a vossa vontade
assim nas compras como nos pagamentos.
O saldo de cada conta nos dai hoje
e perdoai as nossas exigências,
assim como nós perdoamos os vossos “esquecimentos”.
Não nos deixeis ficar sem o nosso dinheiro
e livrai-nos de toda a espécie de caloteiros.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

noiserv

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Avé Capitalismo

Avé Capitalismo, cheio de especulação,
O lobby é convosco
Bendito sois vós entre a corrupção e bendito é o fruto do vosso juro composto
Santo Capitalismo, filho do liberalismo
Rogai por nós consumidores, agora e na hora do nosso endividamento.
Amén

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Convocatória

             Convoca por este meio todos os civis, independentemente da sua cor partidária, estatuto social, condição económica, etnia, crença religiosa, convicções dos mais diversos parâmetros, para uma excursão a Nossa Senhora da Hipocrisia no dia que lhes der mais jeito.
 
                 Esta excursão tem como intuito a descoberta e afirmação do que mais genuíno que há em vós, mais que uma deslocação física colectiva, pretende-se uma caminhada espiritual interior para os que dizem factos redundantes, discutem com falsos argumentos, mentem e iludem, sufocam a razão com aquilo que lhe dá mais jeito.

                  Vem e assume-te... Excursão com alto patrocínio da A.A.V.H.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

sábado, 29 de janeiro de 2011

Não é só em Portugal que as coisas funcionam mal

                                                 (Clique na imagem para ampliar)

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011